SOCED

Processos de produção da qualidade do ensino: escola, família e cultura

Processos de Produção de Qualidade de Ensino: escola, família e cultura (2005-2007)

O SOCED vem desenvolvendo há vários anos investigações sobre a qualidade de ensino, abordando, sobretudo, as trajetórias escolares e processos de socialização familiar e escolar dos setores da população de mais elevado capital cultural. O objetivo desta pesquisa foi o de investigar como as características institucionais e familiares interagiam nas trajetórias de escolarização das novas gerações com a produção da qualidade de ensino e da excelência escolar, consolidando a reprodução social destes grupos.

Investigações sobre os processos de socialização familiar e escolar demonstram a necessidade de aprofundar a análise da influência das redes sociais - construídas e modificadas na circulação dos estudantes e suas famílias pelos diferentes campos sociais, - sobre o desempenho escolar. O conhecimento dos processos e estratégias de escolarização de frações das elites e camadas médias abastadas permite investigar os investimentos escolares destes segmentos na educação da prole, ampliando a compreensão dos limites e possibilidades das escolas e reformas educacionais na democratização do ensino.

Desta forma, a investigação procurou trazer esclarecimentos acerca da "produção da qualidade de ensino" das escolas que normalmente compõem os rankings dos vestibulares das principais universidades, estimando o valor efetivamente agregado por elas. As características institucionais e a densa malha de contextos micro e macro sociais que tecem as trajetórias escolares, a partir da análise do impacto dos consumos e práticas sociais familiares sobre o rendimento escolar, pôde fornecer importantes subsídios para a interpretação do "sucesso" ou "fracasso" de determinadas escolas, bem como das disposições duráveis (habitus) e dos volumes e estruturas de capitais mais ou menos favoráveis às exigências da escolaridade.